25 de out de 2014

Hm...


Hoje estava pensando em até comentar algo sobre o debate da Globo, mas mudei de ideia. Prefiro falar de outra coisa.

Esses dias estava pensando sobre alguns caras que passaram na minha vida. Não os que foi só uma paixão platônica, até porque a lista seria extensa xD Tá, falando sério agora. Vamos ver... Aos 14 anos me fascinei por um menino que trabalhava na loja ao lado do comércio dos meus pais. O chamarei de A. Ele tinha 15 anos, loirinho e tal. Foi a primeira vez que mandei uma "cartinha de amor", nem era de amor, mas é para simplificar. Foi a primeira vez que eu tomei a iniciativa, aliás, foi a primeira vez que estava gostando de alguém. Obtive resposta positiva dele! A primeira vez que saímos, fomos ao Mc Donalds, mas o desagradável havia almoçado e só ficou me olhando comer ¬_¬ Não deu em nada. Saímos uma segunda vez com uma amiga minha e um amigo dele que estava a fim da minha amiga. A intenção era do A ficar comigo e o amigo dele ficar com a minha amiga, mas naquela época, essa minha amiga era meio bestinha e não queria ficar com o fulano e acbou que ficando grudada comigo e não deu em nada de novo. Passou mais um tempinho, ele enrolou, enrolou e quando ele pediu pra ficar comigo, dei um fora nele. É, fi besta mesmo xD No ano seguinte, conheci uma menina que morava na rua acima da dele e fiquei sabendo uns podres dele e tal e até que ele havia feito uma aposta com os amigos de que ele conseguiria ficar fácil comigo! =O Graças a Deus que dei um fora nele ¬_¬

Depois foi aos 15 anos, me fascinei por um popular do 2º ano do ensino médio que na minha época era chamado de colegial xD , do qual chamarei de B. Depois fiquei sabendo que minha amiga também gostava dele, então eu resolvi abrir mão porque, pra mim, amizade é mais importante. Só que aconteceu que ele pediu para ficar comigo! Mas eu recusei e expliquei para ele o motivo e tal. Minha amiga nunca ficou sabendo disso, pelo menos não da minha boca.
Nesse mesmo ano, tinha um japonês amigo do B que queria ficar comigo só que o cabeção nunca chegou em mim e não sei por quê! Aliás, eu fiquei sabendo por terceiros que ele era a fim de mim. Disseram que ele sempre estava me olhando e cochichando algo com o B, mas eu, besta, nunca reparei!

Anos se passaram e já no Japão, aos meus 22 anos, acho, às escondidas fiquei com meu vizinho. Antes que perguntem, ele era brasileiro. Acho que ficamos uns 4 meses. E olha, graças a Deus que ele logo voltou ao Brasil porque já não estava mais aguentando a pressão dele! Ele ficava falando que eu tinha que ir ao motel com ele, que eu tinha que deixar ele ser meu primeiro, que eu tinha que fazer dele meu homem e blá blá blá. Quem me conhece, bem sabe que eu detesto que me digam o que eu devo ou não devo fazer na minha vida. Esse foi um dos motivos dos quais eu não fui com ele.

Mais alguns anos se passaram e voltei ao Brasil. Um dia, eu estava tirando xerox para um cara que eu reconheci que era do ensino médio, era um dos populares da escola. Percebi que ele estava me encarando, mas me fiz de cega. E então que ele perguntou se eu estudei na escola tal, neguei. Neguei porque eu quero apagar da minha memória, toda a época escolar. E ele me pediu desculpas e falou que eu parecia com uma menina que estudou nessa escola e que ele era a fim, só que quando ele pensou em se aproximar, ela parou de ir e ficou sabendo que ela ia para o Japão! Eu fiquei de cara com isso! Sério! Um popular a fim da minha pessoa?? Hahahaha
Não falei nada porque já havia dito que não estudei lá e outra, o cara tava noivo. Hahahaha

Daí se passaram mais alguns anos, eu já com meus 29 anos, conheci um rapaz por intermédio de uma amiga. Começamos a nos falar pelo Facebook, eu aqui em São Paulo e ele no Rio de Janeiro. Mas foi só no final do ano passado, acho, que começamos a nos falar diariamente e quase o dia todo. Falando sobre várias coisas, que aliás, ele é o único que consigo falar desde Porta dos Fundos, passar por comida, depois falar de política e depois ainda ser carinhosa. Na época ele estava namorando, então só brincávamos. Chegou em fevereiro deste ano, ele terminou o namoro e tal e comecei a nutrir um sentimento para com ele e ele idem. Aconteceu umas coisas e ele veio trabalhar aqui, finalmente nos conhecemos pessoalmente e começamos um relacionamento. Ele sim soube me respeitar em todos os sentidos, nos demos bem e foi bem legal, bonito e saudável o que tivemos. E então que aconteceu mais umas paradinhas, ele voltou ao RJ e nos afastamos por um tempo.

Meu sentimento não mudou, eu bem que tentei, mas não consegui. Eu não sei o que esperar do futuro, mas eu gostaria que o destino fosse lindo...

É, pensando bem, até que não fui tão rejeitada assim. Posso não ter sido popular, não ter ficado com 500, maaaaaas teve quem gostou de mim. O problema, é que, até hoje, eu que não dou abertura >_<

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como Pode?

Uma vez estava conversando com uma amiga, falando das coisas que estava passando com o coiso (sim, sempre vou me referir a ele desse j...