30 de jun de 2014

Coisas


Muitas coisas acontecem e a gente não entende bem por quê na hora, mas depois "descobre" e percebe que foi a melhor coisa. 

No começo do ano, eu conheci um cara pela internet. Comecei a conversar com ele e, achava, que "gostava" (sim, entre aspas mesmo) dele. Nunca chegamos a nos conhecer pessoalmente porque ele sempre tinha uma desculpa do trabalho. Bom, não sei bem se era desculpa ou era verdade, mas enfim. Um belo dia, ele sumiu por quase uma semana, então uma amiga mandou uma mensagem pelo Facebook que deve ter entrado na caixa de spam. Ele reapareceu e deu uma desculpa qualquer e eu, boba e carente na época, acatei e deixei estar. Passado alguns dias, combinamos, novamente, de nos encontrar e dois dias (acho) antes, ele falou que viu a mensagem e que ficou muito magoado, que sentiu a honra ferida e blá blá blá. Foi um baque na hora porque ele nem me deixou explicar nada e, simplesmente, me chutou. No dia eu chorei um pouco, bem pouco para falar a verdade. Digamos que não fiquei tão abalada como achei que ficaria.

Depois de um tempo, comecei a lembrar de umas conversas e vi que realmente não era para ser. Não combinamos. Se tivéssemos tido alguma coisa, não ia durar. Por que? Porque ele é machista, racista e homofóbico. Por que eu conversava com ele na época? Porque eu estava "cega" e ele veio com um bom papo. Quando ele vinha com uns papos preconceituados, eu "ignorava" e dava um jeito de mudar o rumo da conversa. Sim, fui uma cega idiota na época, e sempre agradeço a minha amiga por ter mandado a mensagem. Falei pra ela que acho que o subconsciente dela sabia de alguma coisa e fez ela agir xD E agradeço a Deus por não ter conhecido ele pessoalmente, porque acho que teria feito uma bela duma besteira. 

Vou explicar o por quê do gostava entre aspas: se eu realmente tivesse nutrido algum sentimento por ele, teria sofrido mais, certo? Eu acho que na época era só carência mesmo, nunca nenhum homem havia me falado o que ele falou. Eu acho que era uma coisa só "carnal" por assim dizer. Algumas coisas eu achei bem impulsivas e me incomodava um pouco. Em poucas semanas ele falava que me queria para o resto da vida, que eu era a mulher da vida dele e dali 2, 3 meses depois que me chutou, arranjou outra mulher para a vida dele. Rápido, não? Enfim, ele não era mesmo para mim. 

E eis que hoje ele resolveu reaparecer, me ofendeu e tal. Fiquei bem chateada, já que ele só foi jogando as palavras. Eu não falei nada, nem me passou nada pela cabeça devido o susto. Eu apaguei a mensagem e o bloqueei. Eu não entendi qual foi a dele, ainda mais depois de tanto tempo.

Nessa mesma época, logo que ele me chutou, eu já estava bem próxima de um amigo. Quero dizer, eu já estava próxima dele bem antes de ser chutada, mas enfim, esse amigo também tinha namorada na época, mas isso não vem ao caso agora. Eu acho que meio que consegui superar bem por causa dele. Ficamos muito próximos e um sentimento começou a surgir... Hoje estamos juntos, um pouco afastados agora mas não porque queremos, é uma coisa muito maior do que a nossa simples vontade. O que o futuro nos reserva, eu não sei, mas desejo que seja algo bom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário